Sejam bem vindos! Luz e Vida.

"Tenho sede de Deus"


Missão Salvador - Fraternidade João Batista


Meu nome é Geiziane Barreto, tenho 27 anos, sou natural de Camaçari-Ba. Sou aspirante, estou vivendo este período inicial como Comunidade de Vida neste Carisma.


“Fatigado da viagem, Jesus sentou-se junto à fonte. Uma mulher da Samaria chegou para tirar água. Jesus lhe disse: “Dá-me de beber”  (Jo 4,6-7)


Meus pais me levavam à Igreja para que eu começasse a me habituar com o ambiente, dando passos na fé católica, me preparando para receber os sacramentos e desenvolver uma caminhada cristã, vivendo como batizada. Mas, como acontece em muitos casos, me afastei da Igreja na minha adolescência. Uma menina cheia de sonhos, queria poder realizar um por um, inclusive o de ser uma artista famosa; sempre gostei de teatro e dança, me lançava nas propostas que iam aparecendo. Diante de tantas experiências vividas, mergulhava cada vez mais na lama do pecado, buscando prazeres momentâneos, procurando satisfazer os meus desejos desordenados, sem nenhum sentido de vida. A incredulidade reinava em minhas buscas, vivia num mundo de fantasias, escolhas erradas, decisões imaturas, ilusões amorosas, uma menina que só queria “ser feliz” e encontrar a tal sonhada “liberdade”, realidade de tantas pessoas, principalmente da juventude. Eu, tão nova, tão ferida na sexualidade e na afetividade, desanimada com a vida e aprisionada nas consequências de minhas escolhas, fui encontrada! Por alguém que literalmente vem mudando a minha vida; seu nome? Cristo Jesus.


Pela primeira vez fui olhada de uma forma tão diferente; e estou conhecendo a cada dia uma beleza que eu estava procurando fora e já estava dentro de mim há tanto tempo, como diz o nosso Santo Agostinho. Me devolveu a dignidade de filha, de pessoa, de mulher, e disse que eu não mais precisava mendigar amores por aí, apenas, me abandonar em seu amor que faz valer a pena a cada instante. No Grupo de Oração – Bodas de Caná, na comunidade Nossa Senhora da Visitação, no bairro onde cresci e vivi por 25 anos, encontrei pessoas tão sorridentes, com um acolhimento sem igual. Tão alegres e de uma empolgação que contamina. Demorei a me interagir com eles, pois nunca havia sido tratada com tamanha alegria antes, ao menos não lembrava. Já tinha sofrido e me decepcionado tanto, a esperança tinha morrido em mim. Depois daquela noite, eu não parava de pensar naquelas pessoas, naqueles sorrisos, naquele momento, contava as horas ansiosa para viver aquilo de novo na outra semana.


Realmente, encontro com o Acontecimento, Cristo! Verdadeiro Deus, verdadeiro Homem. Me resgatou da escuridão, das prisões que me faziam ser uma pessoa desmotivada com a vida. Tive um encontro com o “Amor”, assim como aquela samaritana, rejeitada por muitos, foi buscar mais uma vez água naquele mesmo poço e teve sua vida transformada após um encontro com Jesus, o sentido de sua vida. O Senhor me devolveu o sorriso e me fez descobrir que sou uma filha muito amada. Me tocou pela Fraternidade Misericórdia (Carisma Obra de Deus) e me chamou pelo nome.


Nesta convivência com os irmãos, fui convidada pra fazer o vocacional e me abrir a experimentar esse novo. Aos 24 anos, comecei a fazer o vocacional (2015), mas devido as minhas dificuldades no relacionamento na época, não deu para prosseguir. E, em 2016, depois do fim do namoro, me inscrevi novamente e entrei com mais sede ainda neste chamado, não fazia ideia direito do que se tratava, mas tinha certeza que eu queria e iria até o fim. Vivendo esta nova descoberta, meu comportamento em casa, com os amigos, meus gostos, meus sonhos e até minhas roupas foram mudando. Minha mãe já enxergava uma filha que estava sendo renovada e que voltava a sorrir. Fui ficando mais próxima de minha irmã, pois havia observado que não dava a atenção que ela necessitava da minha parte, precisávamos nos tornar amigas. Ela começou a dizer: “Zeza, você está diferente, está mais feliz” (é o apelido que ela me deu desde a infância e me chama assim até hoje). Passei a ter certeza, “tenho sede de Deus”! Procurava viver com intensidade e radicalidade, queria mostrar para a minha família e para as pessoas ao meu redor, o quanto é bom ser de Deus; a nós que somos jovens, é possível sim ser santo nos dias de hoje, e precisamos utilizar essa força que nós temos para buscarmos a santidade. O mais delicioso disso tudo, é que, você busca lutando com seus pecados, com suas fragilidades e vence, porque é importante lembrar que não estamos sozinhos nessa, existem três Pessoas da Divindade, o Pai, o Filho e o Espírito Santo que são um, e para completar, a virgem Maria, a nossa mãe que tanto nos ajuda e tanto me ajudou para que eu chegasse até aqui, me fazendo me sentir realizada a cada dado nesta estrada da verdadeira liberdade.


“Estamos neste mundo, mas não somos do mundo”.


“Só quem ama é livre, só quem é livre é feliz.”
(Nosso fundador Pe. Edson Bahia)


 


Geiziane Barreto - Aspirante da Comunidade Católica Obra de Deus