Sejam bem vindos! Luz e Vida.

Jornada Mundial da Juventude


Jornada Mundial da Juventude


JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE


A Jornada Mundial da Juventude nasceu no ano de 1984 com João Paulo II, no Jubileu dos jovens em Roma. Em 1985 o pontífice se reuniu com os jovens num encontro mundial por causa do Ano Internacional da Juventude, proclamada pela ONU, porém só em 1987 que aconteceu oficialmente a primeira edição da JMJ, que reuniu cerca de um milhão de jovens com João Paulo II em Buenos Aires, onde afirmou que a juventude “é a esperança da igreja”.


Em direção a sua 13° edição, a JMJ que acontecerá no Panamá em 2019, tem como tema “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)”, e busca reunir jovens de todos os continentes e com diferentes nacionalidades, para fortalecer e renovar a fé em Deus com a companhia da Virgem Maria.




O que diz o Papa Francisco


Através de uma mensagem de vídeo, o Papa Francisco lançou um desafio para os jovens por ocasião da próxima Jornada Mundial da Juventude: “A Igreja e a sociedade precisam de vocês. Com as suas propostas, com a coragem que têm, com os seus sonhos e ideais, são derrubados os muros do imobilismo e abrem caminhos que nos levam a um mundo melhor, mais justo, menos cruel e mais humano”. O Pontífice finalizou incentivando os jovens a cultivar uma relação de amizade com Nossa Senhora: “Ela é a nossa Mãe. Falem com Ela como uma Mãe. Agradeçam junto com Ela pelo dom da fé que vocês receberam dos mais velhos, confiando-Lhe toda a sua vida. Como uma boa Mãe, os escuta, abraça, caminha com vocês. Garanto-lhes que se fazem isso, não vão se arrepender”.


Papa Francisco também reforça a importância de uma juventude que não seja acomodada e conformista e que não se satisfaçam e fiquem felizes apenas com um sofá, fortalecendo o seu discurso da JMJ de 2016, onde o Santo Padre afirmou que “Certamente, para muitos, é mais fácil e vantajoso ter jovens pasmados e entontecidos que confundem a felicidade com um sofá; para muitos, isto resulta mais conveniente do que ter jovens vigilantes, desejosos de responder ao sonho de Deus e a todas as aspirações do coração”.


Segundo Papa Francisco, quando Deus toca o coração de um jovem, este torna-se capaz de ações grandiosas que não leva a vida sem sentido, mas sim como uma peregrinação que encontra a Deus e a sua plenitude até nos momentos de incertezas e tribulações.


 (Clique aqui para conferir o vídeo do Papa)